sexta-feira, 29 de maio de 2015

Prévia: Futuro Imperfeito #1



Roteiros de Peter David com arte de Greg Land e Jay Leisten.
Capa de Greg Land, Dale Keown e Nick Bradshaw

Preço de Capa:
$3.99

Lançamento:
3 de Junho de 2015.

NO "MUNDO DE BATALHA", O DITADOR DA DISTOPIA POSSUI UMA EXPRESSÃO BASTANTE FAMILIAR!

• O MAESTRO vai impor as regras mas há aqueles que querem destruí-lo!

• Qual papel RUBY SUMMERS terá no plano para essa perigosa rebelião?

• Teria os rebeldes genuinamente fundado ODIN, o pai dos Deuses, como um aliado contra o Maestro?





















Stan Lee Discute O Seriado Televisivo do Hulk.


(Stan Lee nos bastidores do telefilme "A Volta do Incrível Hulk")

"Eu penso que o seriado do Hulk foi maravilhoso. Ele foi criado e assim concebido por Kenneth Johnson, a quem eu acredito que tenha feito um trabalho brilhante. Ele foi tão sábio nesse propósito de levar o Hulk para uma série de tevê, mesmo correndo um grande risco considerando que seria uma trama completamente diferente das histórias em quadrinhos, ele tornou essa fórmula num nível de maturidade para as crianças. Se você se recorda do seriado, os episódios tinham 1h de duração, e em todo esse tempo você só veria o Hulk da metade para os minutos finais, o resto do tempo era Bruce Banner interpretado por Bill Bixby que era bastante humano, um personagem no qual o telespectador simpatizaria. Johnson criou uma abordagem bastante complexa com problemas nos quais nos identificamos no dia a dia. Nos quadrinhos eu fiz o Hulk falar, afinal era uma história em quadrinhos com os diálogos escritos naqueles balões, eu pensei em improvisar nesse quesito, mas se tornaria embaraçoso demais. Quando nós começamos a série de tevê Kenneth veio até mim e disse 'Stan, eu não acho que o Hulk deveria falar', a partir do momento em que ele me disse isso eu já me conscientizei de que ele estava certo. Por que no começo eu fiz o Hulk falar num nível 'Hulk destrói, Hulk vai pegar ele', eu quis me distanciar dos quadrinhos por achar que isso se tornaria embaraçoso para o público com ele se comunicando dessa forma no seriado de tevê. Então eu decidi que ele não deveria falar, achei que ele teria de ser mais como um monstro de verdade, mais assustador, muito mais do que aqueles diálogos embaraçosos dos quadrinhos. E eu digo que foi um grande seriado que deu certo, quando Banner se transformava no Hulk, as pessoas que assistiram ao seriado ainda se lembravam dos olhos embranquecidos mudando de cor e a camisa se rasgando através dos ombros tornando-se maior. Por alguma razão as mulheres me diziam que adoravam essa cena 'Estamos ansiosas para ver a cena da transformação'. O Hulk da tevê foi um tremendo sucesso, antes que eu me esqueça deixe que eu lhe conte a minha participação no segundo telefilme 'O Julgamento do Incrível Hulk' eu não sei quanto a você, mas para mim foi pura diversão. Em uma das tomadas Banner se encontra na corte de seu julgamento e eu era o júri ao lado. Em uma dessas cenas Banner se descontrolaria transformando-se em um Hulk enfurecido, ele levantou toda a mesa com as doze pessoas do júri no qual eu me encontrava onde elas pulavam para fora para se salvarem, foi um efeito muito bem elaborado, óbvio que levantar tamanho peso seria demais para Lou Ferrigno. Eu me diverti bastante sendo parte desse júri, passei bons momentos com todo o meu camafeu. Até que Bill Bixby (diretor) disse 'Corta! Ok Stan, você já pode sair dai', e eu perguntei 'O que eu fiz de errado?' e Bill respondeu 'Nada, nós vamos colocar o Stan Lee ali, você já pode sair da mesa', e eu disse 'Eu estou com os dois pés aqui, dá pra continuar' e ele respondeu 'Não, considere-se feito, agora é a vez do dublê, você está fora'. Eu fiquei tão irritado, foi a minha grande chance de pular para fora da mesa (risos). Mas foi maravilhoso, Bill Bixby no qual interpretou Bruce Banner, o homem que se transformava no Hulk, foi um dos caras mais simpáticos que eu já conheci, e Lou Ferrino que interpretou o Hulk, por trás de toda aquela musculatura se escondia a pessoa mais gentil que eu já conheci. Tudo que eu vi sobre esse seriado é inesquecível."